Entidades sindicais assinam ajuste preliminar ao ACT 2016/2018 do Banco da Ama
quarta-feira, 17 de outubro de 2018.
A+
A-

Entidades sindicais assinam ajuste preliminar ao ACT 2016/2018 do Banco da Amazônia

17/10/2016


basafechadoCom a assinatura do ajuste preliminar ao Acordo Coletivo de Trabalho 2016/2018 do Banco da Amazônia realizada na tarde desta sexta-feira (14), na matriz do Banco, pelo Sindicato dos Bancários do Pará, Sindicato dos Bancários de Brasília, Fetec-CUT Centro Norte, Contraf-CUT e sindicatos filiados, estão assegurados oficialmente todas as conquistas da Campanha Nacional 2016 aprovadas em assembleia no último dia 6 de outubro, quando encerrou o movimento de greve que durou 31 dias na instituição.

O banco creditou no último sábado (8) o abono pecuniário líquido de R$ 3.500,00, sendo que os descontos de imposto de renda sobre o mesmo ocorrerão na folha de outubro. Nesta sexta, as diferenças de tíquete já foram creditadas no cartão dos empregados. A licença paternidade de 20 dias também já vale a partir de hoje e o abono integral dos dias parados também está garantido.

Adiantamento de PLR – No primeiro dia útil após a reunião dos acionistas do Banco da Amazônia, prevista para ocorrer em novembro, mas sem data confirmada, o banco se comprometeu em creditar os R$ 400,00 referentes à antecipação da PLR.

“Com a assinatura do ajuste preliminar temos a garantia de validade de tudo que foi conquistado na forte greve que construímos no Banco da Amazônia, como o reajuste da Fenaban e a garantia de ganho real em 2017, o reajuste no reembolso do Saúde Amazônia, as comissões paritárias específicas de saúde e de segurança, assim como a definição de pauta do novo PCCR, dentre outras vitórias específicas dessa Campanha Nacional 2016”, destaca a secretária de Assuntos Socioecônomicos da Contraf-CUT e  presidenta do Sindicato dos Bancários do Pará, Rosalina Amorim.

“Esperamos que a assinatura definitiva do ACT 2016/2018 do Banco da Amazônia também ocorra o mais breve possível. Mais uma vez parabenizamos toda a categoria do Banco da Amazônia pela forte greve construída, com a certeza de que seguiremos juntos na luta em defesa de melhores condições de trabalho, independente de o ACT ser de dois anos”, ressalta o vice-presidente da Fetec-CUT/CN e empregado do banco, Sérgio Trindade.

Representaram os trabalhadores na solenidade o diretor da Contraf-CUT, Adilson Barros, a presidenta e o vice-presidente do Sindicato dos Pará, Rosalina Amorim e Marco Aurélio Vaz; o presidente do Sindicato de Brasília, Eduardo Araújo; o vice-presidente da Fetec-CUT/CN, Sérgio Trindade; e o assessor jurídico do Sindicato, Fernando Galiza.

Clique aqui e reveja a proposta aprovada no Banco da Amazônia.

Fonte: Seeb Pará

Compartilhe


NOTÍCIAS RELACIONADAS

BASA - 05/09/2018
Assembleia reavalia, aprova proposta e suspende greve no Banco da Amazônia
BASA - 04/09/2018
Empregados do Banco da Amazônia de Mato Grosso aprovam proposta
BASA - 20/06/2018
Minuta de reivindicações específicas é entregue à direção do Banco da Amazônia
BASA - 16/03/2018
ATENÇÃO: Banco da Amazônia é condenado a pagar as Horas Extras para os Supervisores de Análise de Crédito
BASA - 09/11/2017
Seeb/MT ajuíza Ação Coletiva para impedir redução salarial dos funcionários do Banco da Amazônia
Page 1 of 9 (44 items)Prev[1]23456789Next