Contraf-CUT participa de negociação com Mercantil do Brasil e cobra soluções
sábado, 26 de maio de 2018.
A+
A-

Contraf-CUT participa de negociação com Mercantil do Brasil e cobra soluções

04/12/2013


 
Crédito: Seeb Belo Horizonte
Seeb Belo HorizonteEm reunião realizada no dia 9 de fevereiro, em Belo Horizonte com representantes do Banco Mercantil do Brasil a representação dos funcionários cobrou solução para várias pendências de interesse dos trabalhadores. Confira abaixo os principais pontos:

PLR

Este foi o primeiro ponto de pauta. Os representantes dos funcionários solicitaram informações sobre o pagamento da PLR relativa ao ano de 2011. Os representantes do banco confirmaram que o pagamento da segunda parcela ocorrerá no próximo dia 17 de fevereiro, mas não divulgaram o valor. Os representantes do Mercantil alegaram ainda que as metas sobre as despesas administrativas não foram cumpridas, o que irá impactar negativamente no recebimento dos valores. A representação dos funcionários criticou os parâmetros de apuração da PLR e exigiu que os critérios sejam revistos e que garantam equidade para os funcionário para o ano de 2012. Neste quesito ficou acertada a data de 06 de março próximo, para realização de uma reunião em que o banco irá apresentar aos representantes dos funcionários o modelo da PLR de 2012 para discussão e construção conjunta entre as partes.

Plano de Saúde

Os representantes dos funcionários mais uma vez cobrou do banco a inclusão do cônjuge e agregados no plano de saúde sem ônus para o bancário. Cobrou também um estudo atuarial sobre os impactos econômicos para obtenção do benefício. Os representantes do banco alegaram, mais uma vez, problemas de aumento do custo do total do plano de saúde mas se comprometeram a estudar o caso e encaminhá-lo à diretoria do Mercantil.

A representação dos funcionários exigiu também isenção de cobrança de coparticipação do plano de saúde Unimed dos empregados acometidos de doença ocupacional. O banco, mais uma vez, se comprometeu em analisar o assunto. Em relação às cobranças cumulativas de coparticipação do plano de saúde Unimed, houve avanço já que o banco acatou a reivindicação da representação do funcionalismo para que o desconto mensal sobre eventuais exames e internações não ultrapasse 10% do salário do Bancário, protegendo estes de descontos abusivos sobre seus salários.

Segurança Bancária

Os representantes dos bancários cobraram do banco um estudo para troca imediata dos equipamentos de autoatendimento com abastecimento pela parte da frente das máquinas. Segundo o diretor da Contraf-CUT, Miguel Pereira, o Mercantil do Brasil é o único banco que mantém este tipo de equipamento. Os representantes do banco solicitaram o envio de mais um ofício ao Departamento de Segurança da empresa, para dar prosseguimento à demanda. A Contraf-CUT também irá disponibilizar modelos de ofícios de segurança, que os sindicatos filiados deverão enviar às Delesp, exigindo a troca destes equipamentos nas agências do Mercantil do Brasil existentes em suas bases.

Auxílio Educacional

A representação dos trabalhadores reivindicou reajuste do valor da bolsa educacional, que é atualmente R$ 200,00, e que passaria a agregar os percentuais dos índices de aumento da Convenção Coletiva retroativos a 2011. Os representantes dos funcionários também cobraram informações a respeito da demanda pelo benefício por parte dos funcionários. Os representantes do Banco se prontificaram a enviar a reivindicação à Diretoria do Banco Mercantil para avaliação do pleito.

Plano de Cargos e Salários

Os representantes dos funcionários exigiram novamente a implementação urgente de um Plano de Cargos e Salários que estimule e valorize os funcionários do Mercantil do Brasil. Os bancários alertaram sobre a insatisfação de diversos setores do banco por conta da inexistência de uma política de Cargos e Salários que estimule o funcionário a crescer profissionalmente. Os representantes do banco admitiram o problema e alegaram que estão se empenhando para solucioná-lo o mais rápido possível.

Os funcionários foram representados na reunião pelos bancários Marco Aurélio Alves e Vanderci Antônio da Silva do Sindicato dos Bancários de Belo Horizonte e Região, Miguel Pereira da Contraf-CUT, Magaly Fagundes da Fetraf-MG, Marlene Miranda da Federação dos Bancários do Rio de Janeiro e do Espírito Santo e Sérgio Marola do Sindicato dos Bancários de Patos de Minas. Já o banco foi representado por Márcio Ferreira da Comissão de Negociação Permanente do Banco Mercantil, José Mário Bahia da superintendência de RH e Rosana Maia, Coordenadora de RH.



Data: 17/2/2012 - 16:47h
Fonte: CONTRAF/CUT
Compartilhe


NOTÍCIAS RELACIONADAS

Banco Mercantil - 18/07/2016
Confira o Edital: Seeb/MT convoca Assembleia dos empregados do Banco Mercantil
Banco Mercantil - 17/08/2015
Banco Mercantil do Brasil volta a registrar lucro, mas corta empregos
Banco Mercantil - 06/04/2015
Mercantil do Brasil apresenta prejuízo de R$ 167,4 milhões em 2014
Banco Mercantil - 04/12/2013
Contraf-CUT retoma negociações com Mercantil do Brasil nesta quinta
Banco Mercantil - 04/12/2013
Contraf-CUT retoma negociações com Mercantil do Brasil nesta quinta
Page 1 of 3 (12 items)Prev[1]23Next