BB: Seeb/MT realiza panfletagem e reuniões em defesa das empresas públicas
terça-feira, 13 de novembro de 2018.
A+
A-

BB: Seeb/MT realiza panfletagem e reuniões em defesa das empresas públicas

19/01/2018


Hoje, sexta-feira, 19 de janeiro, foi Dia nacional de luta dos funcionários do Banco do Brasil, em defesa do banco público, pela contratação de bancários e em defesa dos direitos dos trabalhadores e dos bancos públicos.  

Em Mato Grosso, os dirigentes do Sindicato dos Bancários de Mato Grosso (Seeb/MT) realizaram reuniões, retardaram a abertura de duas agências do BB e fizeram panfletagem sobre os ataques do governo Temer às empresas públicas e aos direitos dos trabalhadores.  O principal objetivo foi dialogar e esclarecer os clientes, usuários e população cuiabana sobre a importância das empresas públicas para o povo brasileiro. 

O secretário geral do Sindicato e funcionário do BB, Alex Rodrigues, explicou para a população que o Banco do Brasil, a Caixa e os demais bancos públicos tiveram um papel fundamental no desenvolvimento do país. “Nos últimos anos, os bancos públicos foram fundamentais para manter o crescimento do País, dos Estados e dos municípios, expandindo o acesso da população aos serviços bancários e financiando dos programas sociais, essenciais, como educação, saúde, moradia e agricultura familiar”,  explicou o diretor do Seeb/MT, ressaltando que o desmonte dos bancos públicos atende os interesses do mercado financeiro. 

O BB é uma empresa de economia mista, com 54% das ações nas mãos da União, responsável pelo financiamento agrícola, pelo repasse de programas como o Fundo Nacional de Saúde, de Alimentação Escolar, do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). 

O presidente do Seeb/MT, Clodoaldo Barbosa dialogando com a categoria também reforçou a importância de fortalecer a unidade do movimento sindical e principalmente chamou a responsabilidade dos bancários com a necessidade de sindicalização. “Vivemos um momento de instabilidade política e econômica com retirada de direitos e privatização das empresas públicas, e será só com a nossa união e luta que iremos barrar esses ataques. Não fique sozinho, participe, informe-se e sindicalize-se, fortaleça o nosso Sindicato”, frisou o Clodoaldo. 

O Secretário de Assuntos Jurídicos  e funcionário do BB, Marcilio Silva, criticou a forma unilateral que o Banco está implantando os PAQ, sem debater com dirigentes sindicais. “Essa  atitude só tem gerado confusão e insegurança nos locais de trabalho”,afirmou reforçando que a orientação para que os bancários que se sentirem prejudicados devem, imediatamente, comunicar ao departamento Jurídico qualquer abuso ou violação de direito. “O Sindicato está atento para garantir que os trabalhadores não sofram perdas com as mudanças e que tenham os seus direitos respeitados”, completa.  
 
Compartilhe


NOTÍCIAS RELACIONADAS

Banco do Brasil - 08/11/2018
BB está na mira de Guedes privatizador
Banco do Brasil - 30/10/2018
Banco corta 126 cargos e 66 funcionários terão funções cortadas e salários reduzidos
Banco do Brasil - 09/10/2018
Contraf-CUT envia ofício ao BB solicitando reabertura de negociação da Cassi
Banco do Brasil - 21/09/2018
Proposta do BB para Cassi: Seeb/MT orienta voto NÃO
Banco do Brasil - 20/09/2018
Em defesa da Cassi, vote NÃO!
Page 1 of 48 (239 items)Prev[1]234567464748Next