Seeb/MT na Estrada: Sindicato visita mais 4 municípios do Nortão
quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019.
A+
A-

Seeb/MT na Estrada: Sindicato visita mais 4 municípios do Nortão

24/05/2018


Entre os dias 21 a 25 de Maio/2018, o presidente do Sindicato dos Bancários de Mato Grosso (Seeb/MT), Clodoaldo Barbosa, do secretário de Patrimônio e Orçamento, José Guerra, e do diretor executivo do Seeb/MT, Marcos Antônio Saltareli. Os diretores do Seeb/MT estão visitando os bancários e bancárias dos municípios de Peixoto de Azevedo, Terra Nova do Norte,Matupá e Guarantã do Norte. A última cidade visitada foi Guarantã do Norte, localizada à 725 km da capital de Mato Grosso, Cuiabá, ao extremo norte mato-grossense, às margens da BR 163, Rodovia Cuiabá/Santarém, na divisa com o Estado do Pará.

As reuniões com os bancários no interior, neste momento, têm por objetivo mobilizar a categoria para a campanha Nacional unificada que já está sendo preparada em todo o Brasil. De acordo com o presidente do Seeb/MT, Clodoaldo Barbosa, grandes desafios da categoria nesta Campanha Nacional será manter a mesa de negociação coletiva e proteger a categoria dos riscos da reforma trabalhista (Lei 13.467/2017) promovidas pelo Governo Federal. 

Entre as pautas das reuniões com os trabalhadores/as bancários estão temas como: a reforma da previdenciária, trabalhista, a terceirização que volta a ameaçar os direitos dos trabalhadores e a reestruturação da CAIXA e do BB. 

“Além dos pontos da Campanha Nacional dos Bancários, é importante discutir temas como as reformas fazem parte do desmonte do Estado: Como a PEC que congelamento dos investimentos públicos  em saúde, educação, segurança e assistência social por 20 anos, a PEC da Terceirização, a reforma trabalhista, as ameaças de privatização dos bancos públicos e a reforma da previdência que quer tirar o direito de se aposentar para a maioria dos trabalhadores”, ressaltou o secretário de Patrimônio e Orçamento, José Guerra.

O Diretor Executivo do Seeb avalia que as visitas aos bancários do interior faz parte da estratégia de luta e de organização para fazermos o enfretamento  necessário para garantirmos os  direitos conquistados há mais de três décadas de luta. “Nas reuniões estamos reforçando que para manter direitos como PLR, VA e VR, horas extras, jornada de seis horas e outros benefícios garantidos na CCT, vamos precisar  de muita união para demonstrar força na mesa de negociação com os patrões”, frisa.  
 

Compartilhe


NOTÍCIAS RELACIONADAS

Seeb em Ação - 14/02/2019
Número de bancários doentes dispara em oito anos
Seeb em Ação - 11/02/2019
País perde R$ 4,6 bi ao não tributar acionistas de Itaú, Bradesco e Santander
Seeb em Ação - 07/02/2019
Juntos, os três maiores bancos privados do país lucram R$ 59,7 bilhões em 2018
Seeb em Ação - 06/02/2019
Itaú pagará PLR dia 1º de março
Seeb em Ação - 25/01/2019
Os bancos fecharam 2.929 postos de emprego bancário no Brasil em 2018
Page 1 of 228 (1139 items)Prev[1]234567226227228Next