Debate sobre a Cassi encerra Encontro Nacional dos Funcionários do BB
sexta-feira, 18 de outubro de 2019.
A+
A-

Debate sobre a Cassi encerra Encontro Nacional dos Funcionários do BB

01/10/2019


O Encontro Nacional de Saúde dos Funcionários do Banco do Brasil, realizado no sábado (28), em São Paulo, trouxe o histórico a situação atual da Caixa de Assistência dos Funcionários do banco (Cassi) para pauta de debates, conforme foi deliberado pelo 30º Congresso Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil.

"Estamos vivendo um momento crítico de nossa Caixa de Assistência. O Encontro teve o objetivo de mostrar aos funcionários do banco e, principalmente, para os associados, o que está acontecendo com a Cassi, que está sob intervenção da ANS, aumentando os valores de coparticipação e em risco iminente de ser liquidada", explica o secretário de assuntos jurídicos do Seeb/MT e funcionário do BB, Marcílio Silva de Lima, que participou do Encontro Nacional representando Mato Grosso.  

"A maior preocupação é a falta de vontade política do BB em dialogar com o movimento sindical. O banco disse  ‘não’ à reivindicação dos associados de reabrir negociações para solucionar o déficit da Cassi", acrescenta explicando que só através da negociação é possível solucionar esse impasse. 

A terceira e última mesa do Encontro Nacional de Saúde dos Funcionários do Banco do Brasil, realizado neste sábado (28), em São Paulo, trouxe o histórico a situação atual da Caixa de Assistência dos Funcionários do banco (Cassi) para pauta de debates.

O dirigente do Sindicato dos Bancários de Belo Horizonte e Região e ex-coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), Wagner Nascimento, abriu a mesa com um histórico que culmina na atual situação da Cassi. “Desde 2014 vimos que havia um déficit na Cassi, que ficava oculto devido à contribuição do banco sobre o benefício temporário dos funcionários. Mas, desde lá sabíamos que seria preciso haver uma negociação com o banco sobre a Cassi”, disse.

Wagner explicou ainda que foi neste momento que a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), por meio da CEBB, convocou as demais entidades que representam os funcionários da ativa e aposentados para compor a mesa de negociações sobre a Cassi.

“Foi a partir desta mesa de negociações que surgiu o Memorando de Entendimentos, que deu fôlego de recursos à Cassi”, lembrou o ex-coordenador da CEBB. “Para nosso espanto, logo em seguida a Cassi nos apresentou um relatório de solvência”.

Defesa da Cassi
“Este encontro foi deliberado pelo 30º Congresso Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil. Debatemos políticas públicas de saúde, como SUS, e também a Cassi. Foi um dia rico de debate e aprendizados que fecha o mês de defesa da Cassi”, disse o coordenador da CEBB, João Fukunaga.

Fukunaga lembrou ainda que, durante todo o mês foram realizadas reuniões e plenárias nos locais de trabalho, sindicatos e federações para debater e esclarecer os funcionários e toda a categoria sobre a situação da Cassi. Também foram colhidas assinaturas em um abaixo assinado em defesa da Cassi que será entregue à Cassi.

Como se tratava de um encontro apenas organizativo, a CEBB orientou a realização de um dia nacional de luta em defesa da Cassi no dia 3 ou 4 de outubro. Durante a semana a Contraf-CUT enviará um comunicado às federações e sindicatos com as orientações sobre as atividades.

Fonte: Contraf-CUT
 
 
Compartilhe


NOTÍCIAS RELACIONADAS

Banco do Brasil - 10/10/2019
Entidades iniciam debate sobre solução para a Cassi
Banco do Brasil - 10/10/2019
Cassi: BB se recusa a discutir proposta de associados
Banco do Brasil - 01/10/2019
Debate sobre a Cassi encerra Encontro Nacional dos Funcionários do BB
Banco do Brasil - 29/08/2019
BB atende pedido da Contraf-CUT e antecipa PLR
Banco do Brasil - 16/08/2019
Nota da Cassi defende interesses do Banco do Brasil
Page 1 of 56 (276 items)Prev[1]234567545556Next