Empregados da Caixa de MT reforçam a campanha #ACAIXAÉTODASUA
quarta-feira, 8 de abril de 2020.
A+
A-

Empregados da Caixa de MT reforçam a campanha #ACAIXAÉTODASUA

13/02/2020


Os empregados da Caixa em todo o Brasil, nesta quinta-feira (13.02), realizam manifestações em defesa da Caixa 100% pública. 

O Dia Nacional de Luta tem como objetivo reforçar a campanha #ACAIXAÉTODASUA e denunciar os ataques que os trabalhadores estão sofrendo diante da reestruturação prevista pela gestão da instituição. As alterações propostas pela direção da Caixa estão provocando a redução do banco, do seu papel social e o desrespeito aos nossos direitos. 

Em Mato Grosso, o Sindicato dos Bancários de Mato Grosso (Seeb/MT) realizou atividade na Caixa, em Várzea Grande. Os diretores do Sindicato se reuniram com os empregados da Caixa e dialogaram com a população alertando sobre os riscos do desmonte do banco para o desenvolvimento do país. O banco é responsável por 70% dos financiamentos habitacionais, por cerca de R$ 120 milhões de pagamentos do Bolsa Família e por transferir R$ 4,5 milhões aos programas sociais nas áreas de seguridade social, esporte, cultura, segurança pública, educação e saúde.

Par o diretor regional do Seeb/MT, Luiz Edwiges, é clara a intenção do governo de esvaziar o papel Caixa, como banco público, indutor do desenvolvimento econômico e social do Brasil. “É obrigação do Estado brasileiro oferecer para população um banco público digno e forte para atender toda a demanda que os trabalhadores e as trabalhadoras brasileiras precisam. O Governo prepara uma nova reestruturação da Caixa, que extingue funções, altera a estrutura do banco e afeta o seu papel social”, denunciou o dirigente sindical. 

“Precisamos defender a Caixa Econômica essa campanha,  hashtag a Caixa é toda sua, porque ela não é minha. Não é dos empregados e nem desse Governo que está aí, a Caixa é um banco do povo, do Trabalhador, porque aqui está guardado os nossos recursos do Fundo de Garantia, do Bolsa Família, do Seguro Desemprego. É para isso que esse banco existe, e nós precisamos dele, publico e forte para que possa atender a demanda da população”, explicou. Edwiges ainda acrescentou “Nós trabalhadores não concordamos com o que está acontecendo na Caixa e convocamos todos os trabalhadores, a sociedade para barrar esses absurdos”, disse reforçando a campanha em defesa da Caixa 100% pública, 

O secretário de finanças do Seeb/MT, e presidente Associação dos Empregados da Caixa (Apcef-MT), John Gordon Ramsay,  também reforçou a campanha  em  defesa da Caixa. “Essas medidas, propostas pela direção da Caixa, mostram que o banco está abandonando o atendimento à população. A Caixa vem promovendo PDVs desde 2014, reduzindo o quadro de funcionários cada vez mais, enquanto deveria ampliar o número de empregados, já que tem aumentando o número de clientes, é evidente que os empregados que ficam não dão conta de toda essa demanda, e acabam adoecendo com as metas abusivas e sobrecarga de trabalho”, criticou Gordon.

“A Caixa tinha 101 mil empregados em 2014 e já cobrávamos mais empregados. Hoje o corte de postos de trabalhos mostra o plano de redução do banco público em uma sabotagem ao desenvolvimento do país. Tudo isso é desrespeitoso com os bancários e também com a população que necessita da Caixa forte e pública para todos”, acrescentou o presidente da Apcef-MT.

Poste suas fotos nas redes sociais, usando as hastags #SomosMuitasCaixas e #ACaixaéTodaSua
 
 
 
Compartilhe


NOTÍCIAS RELACIONADAS

CAIXA - 07/04/2020
Contraf-CUT reivindica que respeito à jornada de trabalho e aos intervalos dos empregados da Caixa
CAIXA - 05/04/2020
Depois de cobrança, Caixa começa a entrega de máscaras e álcool gel
CAIXA - 01/04/2020
Contraf-CUT reivindica suspensão do processo de reestruturação da Caixa
CAIXA - 23/03/2020
Agências da Caixa ficarão fechadas e só atenderão serviços essenciais
CAIXA - 18/03/2020
Contraf-CUT pede mais efetividade da Caixa nas ações contra o coronavírus
Page 1 of 68 (336 items)Prev[1]234567666768Next