Bancários protestam contra retorno presencial do grupo de risco no Banco do Br
domingo, 23 de janeiro de 2022.
A+
A-

Bancários protestam contra retorno presencial do grupo de risco no Banco do Brasil

25/11/2021


A coordenação do Comando Nacional dos Bancários e a Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB) protestaram ao vice-presidente corporativo e ao diretor de pessoas do BB contra a volta do retorno presencial dos funcionários, e alertaram que deve continuar sendo cumprido o Acordo Coletivo de Trabalho Emergencial, que proíbe descomissionamentos por produtividade na pandemia.

Sem nenhuma negociação com o movimento sindical, a direção do banco apenas comunicou que está convocando os funcionários do grupo de risco, com exceção das gestantes, para o retorno ao trabalho presencial. A volta está sendo gradativa, nos meses de novembro e dezembro, observados os percentuais mínimos de 50% (novembro), 75% (primeira quinzena de dezembro) e 100% (até o final de dezembro). No mesmo comunicado informando sobre a volta do retorno presencial aos funcionários do grupo de risco, a direção do Banco do Brasil finalmente cobrou dos bancários o ciclo vacinal completo, medida defendida há tempos pelo  movimento sindical.

A Contraf-CUT entrou em contato com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). De acordo com a instituição, as pessoas do grupo de risco só devem voltar ao trabalho presencial mediante orientação do médico assistente. Os representantes dos bancários cobraram da direção do banco respeito a esta orientação.

 “O movimento sindical é contra o retorno presencial desta forma e neste momento, quando ainda pairam incertezas sobre uma eventual nova onda de contaminações, a exemplo do que vem ocorrendo na Europa, e diante da orientação do Ministério da Saúde indicando a necessidade da dose de reforço da vacina contra o coronavírus”, afirma o coordenador da CEBB e diretor executivo do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região, João Fukunaga. 

“Havia um acordo que só finalizaria com o fim da pandemia ou com a vontade das partes, entretanto, o banco de forma unilateral decidiu pela convocação dos trabalhadores, é lamentável”, lembra o secretário geral do Sindicato dos Bancários de Mato Grosso e funcionário do BB, Alex Rodrigues, afirmando que os funcionários e seus representantes precisam ser respeitados.

Descomissionamentos por produtividade não serão aceitos

A cobrança do retorno ao trabalho presencial para os funcionários do grupo de risco dá a entender que a direção do banco considera a pandemia terminada – apesar de centenas de pessoas ainda morrerem de covid-19 todos os dias no país, e da possibilidade de uma nova onda mundial de contaminações.

Essa impressão acendeu o sinal de alerta no movimento sindical para a possibilidade de o banco começar a fazer descomissionamentos por desempenho, descumprindo o Acordo Coletivo de Trabalho Emergencial.

Negociado entre os representantes dos trabalhadores e a direção do BB, e aprovado pelos funcionários em assembleia, em março de 2020, o Acordo Coletivo de Trabalho Emergencial (Pandemia Covid-19) prevê que não haverá descomissionamentos por desempenho enquanto durar a pandemia; prevê ainda anistia de 10% do saldo total de horas negativas a compensar e prazo de compensação de horas negativas de 18 meses.

O acordo garantiu que nenhum bancário tenha perdido a função por desempenho ao longo de quase dois anos desde o início da pandemia.

“Nós não vamos aceitar eventuais descomissionamentos por desempenho na esteira desta mudança feita sem negociação e que representa um verdadeiro ataque à saúde e aos direitos dos trabalhadores, e vamos acionar o judiciário em caso de descumprimento do acordo.”, frisa o secretário de assuntos jurídicos e também funcionário do BB, Marcílio Silva de Lima

Procure o Sindicato
O Sindicato está monitorando todos os locais de trabalho e alertando os bancários. Como as informações estão sendo atualizadas constantemente, deixamos aqui nosso canal de comunicação - acesse aqui -  http://www.bancariosmt.com.br/Contato.aspx . Se estiver com um problema no seu local de trabalho ou seu banco não está cumprindo o acordado? Deixe seu contato que vamos te ligar. 

Fonte - Redação Seeb/MT com informações do SPbancários 

 
Compartilhe


NOTÍCIAS RELACIONADAS

BANCO DO BRASIL - 20/01/2022
Justiça determina que BB reestabeleça home office
BANCO DO BRASIL - 18/01/2022
Após cobrança de sindicatos, BB deixa de exigir visitas presenciais de gerentes PJ
BANCO DO BRASIL - 15/01/2022
MPT pede esclarecimentos ao BB sobre mudanças no Manual de Trabalho Presencial
BANCO DO BRASIL - 20/12/2021
BB oferece desconto de até 95% na dívida dos ruralistas
BANCO DO BRASIL - 09/12/2021
Avançam negociações com o BB sobre retorno ao trabalho presencial
Page 1 of 83 (412 items)Prev[1]234567818283Next